22 maio 2008

Quem sou eu?

Nasci em um momento crítico e por muitas vezes fui censurado...

Cresci no meio de intelectuais que muitas vezes foram reprimidos por incentivar a minha popularidade...

Posso afirmar que embora muitos quisessem, não conseguiram impedir o meu crescimento. Pelo contrário, construí um grande império e conquistei milhares de corações...

Tentaram tapar a minha boca em várias situações importantes da sua vida, mas eu não permiti que isso acontecesse...

Quem sou eu?

Sou alguém que se entristece com facilidade ao ver que muitos daqueles que me amam são forçados a obedecer a regras capitalistas para sobreviverem...

Sou alguém que ainda recebe uma grande porção de ânimo ao saber que existem, ainda que sejam poucas, pessoas que defendem com unhas e dentes o compromisso que têm comigo, ou seja, com a verdade.

Sou alguém extremamente realizado, pois vejo aquela semente que foi plantada há vários anos, hoje gerando frutos por todo o mundo...

Para aqueles que querem seguir-me por status, já deixo claro: dinheiro e fama são pouquíssimos que conseguem...

Sou alguém que pode te afirmar: aqueles que me conhecem e decidem seguir-me por amor, jamais se arrependerão da escolha que fizeram...

Olha...

Posso não ter a capacidade de fazer chover dinheiro na sua vida...

Posso não ter a capacidade de te dar um horário fixo de trabalho e nem te garantir a quantidade de horas que vai dormir por dia...

Posso não ter a capacidade de te garantir uma vida conjugal feliz, pois seu companheiro ou sua companheira pode não entender aquilo que você pratica...

Posso não te garantir uma vida saudável, pois muitos são FRACOS e se deixam levar pelo vício do cigarro e do álcool...

Posso não te garantir emprego para o resto da vida, porque anualmente muitos profissionais entram no mercado...

E aí, já descobriu quem sou? Acho que ficou mais fácil...

Sou alguém que muitas vezes vê grandes talentos desperdiçados, pois se decepcionam com facilidade nas primeiras dificuldades que encontram...

Sou alguém que oferece inúmeros campos de atuação, mas são poucos os que decidem continuar o espinhoso caminho e têm a chance de conhecer a grandiosidade de trabalhar comigo...

Sou alguém que ainda promete muito para o futuro, mas só verão acontecer aqueles que se comprometerem a isso...

Mas, enfim, quem sou?
Eu sou o JORNALISMO!

Será que consegui passar a minha mensagem?
(Esforça-se e conquiste seu espaço!!!)

6 comentários:

Diego Fernandes disse...

Olha só, muito legal esse texto hein!

Bom feriado prolongado aí Angélica! :)

Clemerson disse...

Texto maravilhoso querida!!!
Espero que muitos colegas nossos sejam "afetados" por tão lindas palavras, digno de reflexão.

Eu como seguidor fiel assino embaixo tudo que foi dito nesse escrito.

Beijos pra você, e que continuemos todos remando na mesma direção.

"Sejamos jornalistas SEMPRE"

Eduardo Martinez disse...

Bem legal o texto, mas é bom lembrar que o "Quem sou eu?" é sempre um mistério. Temos dúvidas frequentes quanto ao nosso próprio "eu", e com o jornalismo não é diferente. Mesmo tendo esse distúrbio de personalidade, no entanto, é algo fantástico, esse mistério serve até como algo que instiga e nos deixa ainda mais empenhados nessa profissão.

Obs: seu blog é gay, rsrsrsrs

Anna Carolina disse...

Oi Angélica. Primeiramente obrigada pela sua visita em meu blog. Vim visitar o seu, e achei bem bacana. Aliás, a galera dessa faculdade(Unitoledo)tem muito talento! Escreve muitooooooo bem. Serão ótimos jornalistas!!! Todos estão de parabéns.

Tamyris disse...

Oi! Parabéns pelo texto! Realmente disse tudo, e apesar dos "detalhes" da profissão, amamamos o que fazemos, e é isso o que nos diferencia!
Bjus maninha!

Anônimo disse...

Olá querida!

Tive que comentar este texto de novo! Maravilhoso!

Bom, o seu blog é todo lindo!!!

Não disse que daria uma passadinha por aqui?!

Bjs querida...
Natalí Garcelan